Boiron
BLOG BOIRON

Cuidados com a medicação na gravidez

Gravidez é um período mágico. Não existe sensação igual a de saber que existe um outra vida crescendo dentro de você. 

Combinados com essa sensação, vêm felicidades e preocupações que somente surgem durante uma gravidez. Cuidar da própria saúde é uma delas, um ponto de bastante preocupação. Afinal, seu corpo está passando por diversas mudanças e adaptações só que você também precisa se preocupar com a saúde da outra vida que está se formando dentro de você. 

Com certeza, se existe um período da vida em que o cuidado com os remédios deve ser redobrado é a gravidez.

Consultas, exames, remédios são rotina na vida de qualquer grávida, mas não por isso deixam de gerar preocupação, não é mesmo? O que será que eu estou ingerindo pela minha saúde ou do bebê? Será que, por outro lado, isso não pode comprometer outra parte da minha saúde? Será que não teremos nenhum efeito colateral? 

Até porque, o que a mãe consome, de bom ou ruim, também é consumido pelo bebê. Isso vale também para o cigarro, álcool e entorpecentes.

O que pode dar errado com medicações contraindicadas na gravidez.

No primeiro trimestre da gestação ocorre o período embrionário, quando os principais órgãos e sistemas começam a se formar. Por isso, esta fase é a mais arriscada para se usar medicamentos e os cuidados devem ser redobrados durante este período.

Mas como as medicações chegam até o bebê? É que apenas uma membrana fina (a placentária) separa o sangue da mãe do sangue do feto. E os medicamentos que passam pelo sangue materno têm chances de atravessar o cordão umbilical até alcançar o feto. Isso pode provocar aborto ou malformações, induzir contrações precocemente ou causar alterações prejudiciais tanto para a grávida quanto para o bebê.

Como os medicamentos podem prejudicar o feto:

  •  • Provocando baixo peso e subdesenvolvimento pelo estreitamento dos vasos sanguíneos que reduzem o oxigênio e nutrientes vindos da mão ao feto
  •  • Reduzindo o fornecimento de sangue ou provocando trabalho de parto prematuro pela forte contração dos músculos do útero.
  •  • Causando danos diretos ao bebê como o desenvolvimento anômalo que leva a defeitos congênitos ou até a morte.

É comum gestantes tomarem algum medicamento quando ainda não sabiam que estavam grávidas. Nesses casos, é importante avisar imediatamente o obstetra sobre o nome e quantidade do medicamento usado. O médico vai orientar se é necessário fazer exames mais específicos para avaliar a saúde do bebê e também da própria mãe.



Medicamentos homeopáticos
Separador
NOSSOS VALORES A MANEIRA BOIRON DE SER Na Boiron, nós acreditamos que existe uma melhor maneira de se sentir bem. A melhor maneira de se trabalhar naturalmente com o seu corpo. Desde 1932, a família Boiron tem se comprometido com o desenvolvimento de medicamentos naturais. Como líder mundial de medicamentos homeopáticos nossa paixão é a saúde completa.

Nossa promessa é sua máxima satisfação.
ver mais
Boiron
PRECISA DE AJUDA? Entre em contato utilizando os dados abaixo, ficaremos felizes em tirar suas dúvidas:


SAC: 0800-724-5858

ASSINE NOSSA NEWSLETTER Assine nossa newsletter e fique sabendo de novidades e promoções!



enviar